Fruto das operações nos campos de Polvo e Manati, a receita líquida da companhia no período foi de R$ 110 milhões

A PetroRio, uma das maiores empresas independentes de produção de óleo e gás natural do Brasil, apresentou crescimento nos resultados do terceiro trimestre de 2017 após um período em que o campo de Polvo atingiu eficiência operacional de 98% – taxa mais alta desde 2015. A companhia atingiu R$ 21 milhões de EBITDA e R$ 16,4 milhões de lucro líquido no período. Os resultados do trimestre também mostraram a posição robusta de caixa da PetroRio de R$ 751 milhões, 33% maior que o mesmo período do ano passado.

“Temos muito orgulho em apresentar mais um trimestre expressivo, com fortes indicadores operacionais e de geração de caixa”, ressalta Blener Mayhew, CFO da PetroRio. “Seguimos o modelo de negócios baseado em crescimento através de aquisições, eficiência operacional e redução de custos. Prova disso é a produção de mais de 700 mil barris de óleo em Polvo e a forte recuperação nos volumes produzidos em Manati, ratificando a capacidade do ativo em gerar valor à companhia”, complementa.

Comparação com 2016

A companhia apresentou uma receita líquida de R$ 340 milhões nos nove primeiros meses deste ano, o que significa um crescimento de 20% se comparado com o mesmo período do ano anterior. “A estratégia da PetroRio tem se provado atraente a investidores e estamos bem posicionados para a aquisição de ativos a preços atraentes, enquanto nosso time busca soluções inovadoras para expansão da produção e para o controle dos custos”, disse Mayhew.

Sobre a PetroRio

Com um modelo de negócio focado na produção eficiente de campos de petróleo já em fase de produção e na otimização de custos, a PetroRio é uma das maiores empresas independentes de produção de óleo e gás natural do Brasil. A empresa já figura entre as 10 maiores do Brasil, com produção de cerca de 8 mil barris/dia de petróleo e tem mais de R$ 700 milhões em caixa para aquisições.

 

Fonte: PetroRio

Top